Saudações aventureiros do Nexus! Vamos ao Templo Celeste? Esse mapa foi bem inovador, com diversas características próprias, easter-eggs e mecânicas novas. Sem falar que é um mapa bonito e bem colorido, com todos esses tons pastéis e… acho que é melhor irmos direto pras explicações, né?!

O Mapa

Templo Celeste é um mapa com três lanes, cinco campos mercenários – incluindo um Chefe (boss) – e três locais em que ocorrem as mecânicas. A maioria dessas coisas está bem próxima, aglomerada perto do centro, com exceção de dois Templos nos extremos superior e inferior. O mapa é grande!


mapa-with-stuff-620x405

  • Círculos Azuis: Mercenários Fáceis (easy – 120 segundos);
  • Círculos Vermelhos: Mercenários Difíceis (hard – 150 segundos);
  • Círculo Roxo: Chefe (boss – 180 segundos);
  • Letras ABC: Templos.

mercs-and-temples1-620x446

Uma característica importante no Templo Celeste é o trajeto que os mercenários fazem quando são capturados. Os hard vão para a lane superior, os easy e o boss para a inferior, e não resta nenhum para a trilha do meio. Com experiência você vai notar que não costuma acontecer muita coisa por aqui e que não é um bom lugar para se investir em push.

A Mecânica

Ok, então nós temos muita areia, umas estátuas de faraós, nossos lacaios vestidos pro carnaval.. o que é que falta? Um Deus malvado narrando os acontecimentos, é lógico; mas não qualquer Deus, um Deus Cobra, o Ka. E como em todos os outros mapas, o dono da voz suprema que vem de cima deixou um presente para animar as coisas no Nexus. Em Templo Celeste são três obeliscos espalhados pelo mapa; um no norte, outro no centro, e o último no sul.

De tempos em tempos eles são ativados, e cabe a você e ao seu time capturar o poder deles. Nossa equipe especializada em matéria Egípcia WoWGirl foi lá conseguir informação em primeira mão, e descobrimos que é só ficar em cima da área marcada em amarelo – mostrada na imagem logo abaixo – que ele já começa a ser conquistado pela cor da sua equipe. No segundo seguinte que as marcas ficaram azuis, nós fomos capazes de ver o monumento atirando raios lasers da morte nas estruturas inimigas. Parecia ser um sucesso extremo até que a estátua de um meio-cachorro-meio-homem levantou pra atacar a gente. Bem, foram 05 desses cara, na verdade.

step-on-that-temple-620x354

Antes de tudo, algumas informações chaves para auxiliar:

  • os primeiros templos surgem aos 01:30 (um minuto e meio) de partida – sempre top + mid;
  • após o último disparo, depois de 02 minutos surge o templo do bot;
  • após o último disparo, depois de 02 minutos, surgem os templos: ou top + mid, ou mid + bot (um dos dois);
  • na quarta, quinta e sexta vez, é randômico, nada fixo;
  • sempre após o último disparo do templo anterior, são 02 minutos para surgir novos templos;
  • na sétima vez são todos os templos ativos;
  • cada templo tem 45 tiros ativos – sendo os cinco últimos mais fortes.

Resumindo: você sobe no Templo, derrota os Guardiões e fica lá em cima até ele terminar os tiros. Se você sair por um segundo que seja os tiros cessam. Se alguém do time inimigo entrar dentro da área, o ataque para também.

Screenshot2015-01-29-16_14_24-620x349

 

Screenshot2015-01-29-16_14_11-620x349

Outra coisa que também pode ser prevista e possivelmente controlada pela sua equipe é a quantidade de dano causado! ‘Ué Becker… tu tá dizendo que eu posso fazer o Templo causar mais dano do que ele já causa?’ É, querida imaginação, você pode! É arriscado, porém possível. Isso é consequência de que o dano dos Templos aumenta gradativamente com o tempo, e não com a quantidade de mecânica.

Aos 01:30, que é o instante em que você pode controlar o primeiro obelisco, cada tiro causa 400 de dano. Logo 30 segundos depois disso, aos 2:00, ele causa 420. Aos 3:00, 440. Aos 4:00, 460. Resumindo e tirando a parte matemática chata: A cada um minuto que se passa, o dano dos tiros aumenta 20 pontinhos. Aos meros 11 minutos de jogo, cada tiro já dá 600 de dano! Um único tirinho de nada! Quanto mais tempo você demorar para gastar os tiros, mais fortes eles serão depois.

poor-zagara-on-the-temple-620x349

 

Dicas

  • Fiquem mais juntos possível. Principalmente no início e durante as mecânicas. Os Guardiões não vão te servir chá gelado e a equipe inimiga não vai chegar com biscoitos. Todos querem a sua cabeça em uma bandeja de prata. Sempre vão acontecer ganks no meio do templo, esteja preparado;
  • Esse é um mapa extremamente focado em mecânica e pontos-chave do mapa, como a Torre de Vigia. Não fique sozinho próximo desses locais;
  • Sempre tenha um herói que é bom com dano não-heróico no seu time – Zagara, Gasganete, ou até a Sonya que é capaz de solar mercenários facilmente. Você sempre vai se encontrar na situação em que um dos heróis vai precisar cuidar de algum Templo ou Mercenário sozinho para garantir uma vantagem;
  • Cuidado ao ir capturar os mercenários easy e o boss. É muito fácil para outra equipe te encontrar ali pelo centro do mapa e armarem uma armadilha imensa. É um mapa fácil de se roubar o Chefe dos outros em um piscar de olhos;
  • Se você não consegue capturar um Templo, consiga ao menos um prêmio de consolação. Pode ser uma jogada inteligente ir atrás de alguns mercenários e investir em empurrar uma das trilhas rapidamente para tentar se compensar o dano sendo causado nas suas estruturas;
  • Heróis com muito dano em área são destruidores nesse mapa, levando em conta que todos os espaços e caminhos são estreitos ou com pouco espaço para fugir;
  • Posicionamento é a chave para a vitória. E você pode usar o mapa inteiro ao seu favor se usar um mínimo de estratégia;
  • Cada um dos três Templos é referência a um Deus Egípcio de verdade, como o Deus Anubis ou o Deus Sobek.


E o easter-egg te permite encontrar o famoso Arqueólogo Harrison Jones lá no Nexus, ao quebrar a tampa de um fosso próxima do Chefe! Como Uldum é um dos meus mapas favoritos – e eu sou apaixonada pela linha de missões que você completa com ele em World of Warcraft, é óbvio que eu vou lá soltar ele o tempo inteiro.

 

Guia por ABC e Bruna Becker

Compartilhe este post!
Share on Facebook0Share on Google+1Tweet about this on TwitterShare on Tumblr0Email this to someonePin on Pinterest0