Tyrael

A Justiça Encarnada

Sobre o Herói

O maior defensor da humanidade dentre os anjos é Tyrael, o Arcanjo da Justiça. Não fosse pela intervenção dele, que empunhou sua espada El’druin para combater o Inferno Ardente, os Males Supremos já teriam escravizado Santuário há muito tempo.

Tyrael é um Guerreiro de combate corpo a corpo trazido do universo de Diablo. Representante da Justiça no Conselho Ângiris, Tyrael veio para o Nexus ainda em sua forma de arcanjo, antes de abdicar de sua imortalidade como foi mostrado na história de Diablo III. Sua característica principal é, como se espera de um guerreiro, uma resistência elevada em relação aos demais heróis. Embora não tenha tanta vida quanto alguns heróis dessa mesma função, Tyrael possui o poder de criar escudos para proteger a si mesmo e seus aliados, além de uma mobilidade invejável e considerável potencial ofensivo.


Considerações Iniciais

Como eu disse logo ali em cima, Tyrael é um tank e soft support ao mesmo tempo, tendo capacidade de proteger seus aliados contra dano e dar outros pequenos bônus em combate. Embora a nova interface lançada no Conflito Eterno não mostre mais a absorção concedida por ele ao grupo (o campo de Cura foi substituído pela quantidade de dano recebido, no caso dos guerreiros), o arcanjo costuma fazer bonito nesse aspecto, se levarmos em consideração que ele não é um herói de suporte.

Dependendo de sua escolha de talentos, Tyrael pode se focar em reforçar sua sobrevivência através de talentos que melhoram seu escudo e regeneração ou até mesmo aumentar seu dano para criar uma build híbrida, caso seja necessário. Para saber qual é a melhor escolha você deve analisar diversos fatores, como a composição do seu time, do time adversário e o mapa onde vai ocorrer o jogo. Se tiver outro guerreiro na equipe, por exemplo, pode valer muito a pena abrir mão de um pouquinho de resistência para favorecer o dano. Por outro lado, se tiver uma equipe com alto poder de fogo e baixa resistência, então vale a pena focar em defesa para garantir que seus companheiros tenham tranquilidade para demonstrar seu potencial ofensivo. Enfim, recomendo que testem as inúmeras possibilidades sem preconceito e descubram por si mesmos qual é a melhor opção para cada situação.


Visão Geral

Pontos fortes

  • Poder ofensivo razoável para um guerreiro
  • Ótimas habilidades de iniciação de combate
  • Excelente mobilidade
  • Capacidade de proteger a si mesmo e seu aliados com escudos
  • Capacidade razoável de limpar lanes
  • Versatilidade de funções
  • Usa uma armadura invocada e tem uma asa fabulosa que mata o Kael de inveja

Pontos fracos

  • Sobrevivência inferior a alguns guerreiros como Muradin e Johanna

  • Necessita de um bom controle de mana, ou ela se esgotará muito rapidamente

  • Não possui habilidades ativas de cura própria

  • Habilidade de Especialização que depende da sua morte para ser útil

  • Dano menor que de que o de bruisers como Artanis e Sonya


Habilidades Básicas e Especialização

Para ilustrar melhor como funcionam as habilidades de Tyrael, tomei a liberdade de roubar tomar emprestado esse vídeo feito pela Bruna Becker, menina-prodígio e antiga colunista do WoWGirl para o guia oficial do site.

Poder de El’druin (Q): 50 de mana – Recarga de 11 segundos – Habilidade em área circular. Tyrael arremessa sua espada El’druin, causando uma quantidade moderada de dano aos inimigos atingidos e diminuindo a velocidade de movimento dos mesmos em 25% por 2,5 segundos. Ativar a habilidade novamente durante os próximos segundos teleportará Tyrael para o local onde caiu a espada, reduzindo a velocidade de movimento dos inimigos ao redor da lâmina em 25%.

 

Dicas: Não é recomendável utilizar Poder de El’druin somente para causar dano, uma vez que seu alto cooldown e baixo custo/benefício tornam essa habilidade ineficiente para essa função em relação à sua outra habilidade de dano, Castigo. Ao invés disso, use-a para 1) Alcançar inimigos mais frágeis que estejam na linha de trás da batalha (backline); 2) Alcançar inimigos fujões ou 3) Realizar uma fuga de emergência. Com um pouco de técnica, também é possível driblar dibrar o adversário jogando a espada para um lado, correndo para o outro e depois teleportando-se para o local onde a espada caiu.


Retidão (W): 60 de mana – Recarga de 10 segundos – Habilidade em área circular ao redor de Tyrael. Tyrael concede a si mesmo um escudo que absorve uma alta quantidade de dano, e protege também os aliados ao seu redor com escudos que absorvem uma pequena quantidade de dano.

 

Dicas: Use essa habilidade sempre que iniciar uma team fight. O escudo concedido aos aliados é bem inferior ao concedido a si mesmo, mas, ainda assim, ajudará consideravelmente o seu time.


Castigo (E): 45 de mana – Recarga de 6 segundos – Habilidade em área em forma de arco. Tyrael golpeia a área alvejada, causando uma quantidade moderada de dano aos inimigos atingidos. Além disso, os aliados dentro da área recebem aumento de 25% na velocidade de movimento por 2 segundos.

 

Dicas: Pelo baixo cooldown e custo de mana, Castigo será sua principal habilidade de dano, tanto contra heróis quanto para ajudar a limpar lanes. Apesar de ser um golpe com a espada, Castigo tem um alcance considerável, podendo ser usado para atingir inimigos que estejam distantes ou fugindo. Por fim, o efeito (modesto, mas não inútil) de aumento de velocidade de movimento pode ser usado para ajudar a si mesmo ou seus companheiros a dar no pé num momento de emergência.


Ira do Arcanjo (Passiva): Habilidade de Especialização. Ao morrer, Tyrael se transforma em um anjo de luz e explode após 3,5 segundos, causando uma grande quantidade de dano na área ao seu redor. Not even death impedes Justice!

 

Dicas: Por muito tempo a comunidade reclamou dessa habilidade de especialização pelo fato de ela ser útil somente em caso de morte, mas o recente aumento em seu dano básico melhorou um pouco sua função de punir aqueles que ousam matar um anjo. Resumidamente, essa especialização te oferece uma última oportunidade de se vingar de seus algozes após a morte, que pode ser bem útil se bem aproveitada. Procure focar nos assassinos, suportes, especialistas ou heróis que estejam com pouca vida, pois o dano é bem pesado para eles e não é raro que sejam mortos dessa forma. Uma dica importante é que você tenha em mente o alvo que deseja perseguir e se aproxime dele antes mesmo de morrer, pois muitas vezes vejo novatos rodando atrás dos inimigos como gambás bêbados e, no fim das contas, desperdiçando a explosão por que deu a eles a oportunidade de fugir. Acredite, é mais vantajoso garantir a morte de um único inimigo do que tentar causar dano a vários deles ao mesmo tempo! E lembre-se: enquanto estiver na forma de luz, você poderá atravessar livremente por entre heróis, lacaios, portões e torres, o que facilitará bastante sua perseguição aos inimigos.


Talentos

Como costuma dizer a Natalia, não existe escolha correta de talentos. Para saber qual é a melhor alternativa, é preciso avaliar diversos fatores, sendo os principais deles a preferência pessoal do jogador e a necessidade do seu time. Nos parágrafos a seguir, tentarei analisar os talentos de forma imparcial, dando minha opinião sobre cada um deles com base em testes que eu mesmo fiz enquanto jogava e coisas que li em guias estrangeiros. Vamos lá?

Nível 1 – Tier 1

Proteção Derradeira (Especialização): Ao morrer, Tyrael pode usar a Ira do Arcanjo para conceder aos aliados na área da explosão um escudo igual a 50% de suas vidas máximas por 10 segundos.

Por Cima do Meu Cadáver (Especialização): Aumenta em 25% o dano da Ira do Arcanjo. Além disso, possibilita o uso de habilidades básicas enquanto estiver na forma de anjo de luz, mas sem que elas causem dano.

Expurgar o Mal (E): Aumenta em 30% o dano causado por Castigo contra heróis.

Mestre da Regeneração (Passivo): Aumenta a regeneração de Pontos de Vida em 1 ponto por segundo para cada globo de regeneração coletado, até um limite de 30 globos. Ao alcançar esse limite, a vida máxima de Tyrael é aumentada em 500.

Análise: Começamos aqui com um tier versátil, com uma boa opção de dano e outra de sobrevivência. Caso esteja num time com outro guerreiro ou deseje montar uma build mais ofensiva por qualquer outro motivo, Expurgar o Mal é então a escolha recomendada. Apesar de funcionar apenas contra heróis, o bônus de dano é considerável e se aplica à sua principal habilidade ofensiva, o que garante um bom retorno de investimento, especialmente se a composição inimiga tiver heróis frágeis como Morales, Jaina ou Tracer na backline, que podem ser facilmente alcançados e mortos por Tyrael. Por outro lado, se o seu desejo for uma build de tanking, recomendo então que escolha Mestre da Regeneração, por ser a única opção que oferece aumento de sobrevivência nesse tier. Apesar do nerf sofrido nesse talento alguns patches atrás, ele continua sendo viável atualmente e comba muito bem com o talento Cura Amplificada, que estará disponível no próximo tier. Quanto às alternativas voltadas à especialização, embora possam parecer atraentes à primeira vista (especialmente Proteção Derradeira), considero-as inferiores por serem úteis somente em casos de morte, o que você, obviamente, vai querer evitar ao máximo.


Nível 4 – Tier 2

Cura Amplificada (Passivo): Aumenta efeitos de regeneração e toda a cura recebida por você em 30%.

Golpe Vampírico (Passivo): Seus ataques básicos curam a si mesmo em 25% do dano causado.

Retaliação Imediata (E): Aumenta o bônus de velocidade de Castigo em 10% (de 25 para 35%) e a duração desse efeito em 1 segundos (de 2 para 3 segundos).

Forjadura Horádrica (Q): Poder de El’druin tem seu cooldown reduzido em 3 segundos se atingir um inimigo.

Análise: Cura Amplificada! Meu amigo, esse talento é simplesmente um dos melhores talentos de tanking de todo o jogo, sem qualquer sombra de dúvida. Recomendo-o em praticamente qualquer caso, pois, mesmo sem um healer no time, ele ainda aumenta os efeitos da fonte de restauração e dos globos de regeneração que você coleta, o que garante a você um belo aumento de sobrevivência. Fora isso, ele também tem sinergia com Mestre da Regeneração (Tier 1) e Absorção Angelical (Tier 5), o que o torna um talento ainda mais fantástico. Apesar de Golpe Vampírico parecer uma escolha melhor no caso da ausência de healers na composição do seu time, continuo achando-o uma escolha inferior ainda assim, pois o dano dos ataques básicos de Tyrael simplesmente não é alto o suficiente para que esse talento faça diferença numa team fight. Sério, não inventa de fazer build de ataques básicos com Tyrael, pois ele simplesmente não foi concebido para isso. Quanto a Retaliação Imediata e Forjadura Horádrica, considero seus efeitos modestos demais para que se abra mão de Cura Amplificada em favor deles, mesmo numa build mais ofensiva.


Nível 7 – Tier 3

Graça Angelical (Q): Após se teleportar usando Poder de El’druin, sua velocidade de movimento é aumentada em 30% por 3 segundos.

Recíproca (W): Ao expirar ou ser destruído, o escudo de Retaliação explode, causando uma quantidade moderada de dano aos inimigos ao redor

Fanatismo (W): Aumenta em 50% o tempo de duração do escudo de Retidão e reduz em 2 segundos o cooldown dessa habilidade.

Ataques Calcinantes (Ativo): Recarga de 25 segundos. Ative para aumentar em 50% o dano dos ataques básicos pelos próximos 5 segundos. Durante esse tempo, cada ataque custará 15 de mana.

Análise: Esse tier sofreu uma mudança radical no último patch: o talento Calor da Batalha foi removido, pois era uma escolha absoluta e a Blizzard não desejava esse tipo de coisa no jogo. Para compensar essa perda, o cooldown das habilidades básicas foi diminuído, de tal modo que aquele talento foi meio que “incorporado” por padrão ao personagem e abriu um leque de novas possibilidades nesse tier. Andei testando Recíproca nos últimos dias e achei uma opção decente, embora nem de longe excelente. A área da explosão é pequena e o dano apenas mediano (um pouco maior que de Castigo), mas ajuda contra assassinos de ataques corpo a corpo como Illidan e Zeratul. Fanatismo foi outra alternativa que achei razoável. De modo geral, o escudo de Retidão tende a ser destruído antes de expirar se for usado no momento certo, mas a redução no cooldown dessa habilidade a torna mais confiável e poderosa, uma vez que permite que ela seja usada com mais frequência. Portanto, se a intenção for uma build voltada a sobrevivência e defesa dos seus companheiros, essa é a opção recomendada. Graça Angelical, por sua vez, continua sendo um bom acréscimo à sua mobilidade, tanto em fugas quanto perseguições, o que pode ser bastante útil contra inimigos específicos como Lunara, por exemplo. É um talento um pouco situacional, certamente, mas não de tudo ruim. E, por fim, a única opção que considero descartável aqui é Ataques Calcinantes, que é mais voltado para heróis de ataques básicos e consome uma quantidade excessiva de mana. Dito tudo isso, não vou dar um veredito, mas recomendar que testem as possibilidades para descobrirem por si mesmos qual a melhor escolha para cada situação. Nenhum dos talentos desse tier é capaz de mudar a história de um jogo, mas (quase) todos têm algo de útil a acrescentar.


Nível 10: Habilidades Heróicas

Santificação (R): 75 de mana – Recarga de 70 segundos – Após um cast de 0,5 segundo, Tyrael cria um círculo de energia sagrada numa área ao seu redor, fazendo com que os heróis de seu time (incluindo ele próprio) fiquem imunes a todo dano enquanto permanecerem dentro desta área. Dura 3 segundos.

Julgamento (R): 80 de mana – Recarga de 80 segundos – Após um cast de 0,75 segundo, Tyrael investe contra um herói inimigo, causando dano e atordoando-o por 1,5 segundo. Ao colidir com seu alvo, os inimigos próximos são empurrados para longe e sofrem uma pequena quantidade de dano.

Análise: Esse foi um daqueles casos onde a Blizzard conseguiu equilibrar muito bem as opções de habilidade heroica, criando duas habilidades totalmente diferentes, mas igualmente poderosas se bem usadas. Santificação é uma excelente ferramenta para proteger seu time de wombo combos de dano em área, podendo inclusive vencer team fights em alguns casos. Quem acompanha os campeonatos oficiais e vê os times coreanos jogando sabe muito bem do que eu estou falando. Outro ponto forte dessa habilidade é seu poder de ajudar o time em lutas que ocorrem em lugares confinados, onde há pouco espaço de manobra para os inimigos fugirem da zona de invulnerabilidade. Porém, é necessário ter consciência de que usar a Santificação de forma eficiente exige uma boa dose de experiência por parte do jogador e coordenação por parte do time, visto que a área protegida é muito pequena. Em casos onde um desses fatores está em falta, o uso dessa habilidade poderá fazer pouca ou nenhuma diferença no desenrolar de uma luta, então pense bem. Já Julgamento é uma ferramenta de engage que permite a Tyrael alcançar e expor inimigos chave da backline e, além disso, interromper habilidades canalizadas como a heroica de Li Ming. Também exige algum grau de perícia para ser usada eficientemente, mas é um pouco mais simples que Santificação. Dito isso, como definir a melhor escolha? Analise a composição do time inimigo. Se ela tiver heróis com potencial para criar wombo combos, como C.T.E e Kael’thas ou C.T.E e Jaina, vale a pena considerar Santificação, desde que você se sinta confiante de que saberá usá-la corretamente. Se ela tiver heróis importantes (e frágeis) que precisam morrer rapidamente, como Ten. Morales ou Li Ming, então pode ser que seja melhor escolher Julgamento. Na verdade, não existe uma fórmula mágica para se tomar essa decisão. É uma questão de experiência e feeling.


Nível 13 – Tier 5

Raiva Ardente (Passiva): Tyrael fica envolvido em uma aura flamejante que causa uma pequena quantidade de dano por segundo aos inimigos ao seu redor.

Força Sobrepujante (W): Os inimigos que o atacarem enquanto você estiver protegido pelo escudo de Retidão terão suas velocidades de ataque e movimento reduzidas em 50% por 2 segundos.

Poder Angelical (E): Aumenta o dano do seu próximo ataque básico em 80% para cada herói inimigo atingido por Castigo.

Absorção Angelical (W): Cada ataque recebido enquanto você estiver protegido pelo escudo de Retidão lhe concederá uma pequena quantidade de cura ao longo de 3 segundos.

Análise: Nesse tier, a escolha costuma ficar entre Absorção Angelical ou Força Sobrepujante para builds de defesa e Raiva Ardente para uma opção mais ofensiva. Absorção Angelical é a escolha padrão de sobrevivência e tem ótima sinergia com os talentos Cura Amplificada (Nível 4) e Salvação (Nível 16). Já Força Sobrepujante lembra bastante o talento Imponência e funciona como uma alternativa poderosa quando o time inimigo possui assassinos especializados em ataques básicos em sua composição. Portanto, o fator determinante para se tomar essa decisão é conhecer o inimigo. Mas, caso já esteja tranquilo quanto à sua sobrevivência e prefira melhorar seu poder ofensivo (seja de cerco ou contra heróis), recomendo então a escolha de Raiva Ardente. Embora o dano causado por segundo seja modesto, ele ajuda bastante por ser passivo e afetar toda a área ao seu redor, algo que é bastante útil para um guerreiro que vive no coração da batalha. Já Poder Angelical, pelo contrário, é uma escolha pouco confiável pelo motivo já citado de os ataques básicos de Tyrael serem muito fracos, e também por exigir que Castigo atinja múltiplos heróis para ser realmente útil, coisa que nem sempre acontece.


Nível 16 – Tier 6

Lâmina da Justiça (Q): Após se teleportar usando o Poder de El’druin, sua velocidade de ataque aumentará em 50% por 5 segundos.

Solo Sagrado (Q): Após se teleportar usando o Poder de El’druin, a arma cria no solo um círculo que impede que seus inimigos adentrem a área afetada.

Salvação (W): Para cada herói aliado afetado por Retidão, a resistência do escudo concedido a si mesmo é aumentada em 35%.

Sangue por Sangue (Ativo): 60 segundos de recarga. Ao ser usado contra um herói, Sangue por Sangue causa dano igual a 10% da vida máxima do mesmo e cura você em uma quantidade igual ao dobro desse dano (ou seja, 20% da vida máxima do herói afetado).

Análise: Sangue por Sangue costumava ser uma escolha absoluta num passado distante, até que sofreu um nerf no Conflito Eterno e nunca mais foi o mesmo. O talento continua sendo uma escolha decente (especialmente quando se tem um Cho’gall no time inimigo), mas ganhou competidores à sua altura desde então. Salvação recebeu um buff no último patch de balanceamento e se mostra agora uma ótima escolha, capaz de não apenas aumentar a quantidade de escudo concedida por Retidão, mas também prolongar os efeitos de talentos como Absorção Angelical e Força Sobrepujante. Para uma build de defesa pura, essas são as duas alternativas. A melhor delas? Honestamente, considero Salvação um talento mais confiável e completo, por não ter o longo cooldown de Sangue por Sangue e combar melhor com os demais talentos de Retidão, além de ser menos situacional e mais fácil de se usar. Outro talento que ganhou bastante popularidade recentemente foi Solo Sagrado, que costumava ser solenemente ignorado até algum tempo atrás, até que alguma boa alma resolveu dar a ele uma chance e descobriu que sim, ele podia ser muito útil. Desde roubar chefes do time inimigo até bloquear rotas de fuga e isolar heróis incautos do resto do time, esse talento faz mágica se for bem usado. Assim como Santificação, no entanto, ele exige experiência para ser usado eficientemente, de tal modo que o recomendo somente a quem já tem certo domínio sobre Tyrael. E, por fim, a única escolha que considero inviável nesse tier é Lâmina da Justiça, pelo motivo já incontáveis vezes citado de que Tyrael não é um herói voltado a ataques básicos.


Nível 20 – Tier 7

Escudo Fortificado (Ativo): Recarga de 60 segundos. Ative para reduzir em 75% todo o dano recebido pelos próximos 4 segundos.

Lâmina do Nexus (Passivo): Seus ataques básicos tem o dano permanentemente aumentado em 20% e reduzem a velocidade de movimento de seu alvo em 20% por 1 segundo.

Arena Sagrada (Heroica): Aumenta em 1 segundo a duração de Santificação e concede bônus de 25% ao dano dos aliados afetados. Esse talento só estará disponível se você tiver escolhido a habilidade heroica Santificação no nível 10.

Anjo da Justiça (Heroica): Aumenta a distância de lançamento de Julgamento em 50% e reduz o tempo de recarga dessa habilidade em 40 segundos. Esse talento só estará disponível se você tiver escolhido a habilidade heroica Julgamento no nível 10.

Análise: Nem preciso dizer que Escudo Fortificado é um talento bom demais, né? É aquele botão de “COME AT ME, BRO!”, que você aperta quando entra no meio da porrada e fica dando risada enquanto os assassinos inimigos queimam seus bursts para tentar te matar. Se a sua intenção for sobreviver, essa é definitivamente a escolha certa! Mas, caso esteja realmente confiante de que seu time está dominando o jogo e sinta que um pouco mais de poder ofensivo pode ajudar a liquidar a partida mais rapidamente, Lâmina do Nexus pode então ser uma alternativa bacana, embora reitere mais uma vez que, no que se refere™ a ataques básicos, você não é nenhum Raynor nem Thrall. Ou seja, tenha consciência de que essa alternativa é viável só e somente no caso de você estar realmente seguro quanto à sua sobrevivência! Sobre as outras duas alternativas, ambas são upgrades razoáveis para suas respectivas habilidades heroicas, mas situacionais demais para valerem o sacrifício de Escudo Fortificado, na minha opinião. De qualquer forma, recomendo que não deixe de testá-las caso surja uma oportunidade em que seu time esteja dominando facilmente a partida.


Builds Sugeridas

Arcanjo Guardião

Arcanjo Vingador


Considerações Finais

Bom, espero que esse guia ajude aqueles de vocês que têm interesse em jogar com esse nosso velho conhecido. Tyrael é meu herói favorito desde que o jogo foi lançado, o primeiro que comprei e o primeiro com o qual conquistei a Master Skin. Em breve, receberemos no Nexus a irmã dele, Auriel, Arcanjo da Esperança, pela qual aguardo ansiosamente e espero que seja tão divertida de se jogar quanto ele!

Enfim, é isso. Se você também é um fã desse herói desde os tempos dos primeiros Diablos, recomendo que não deixe de testá-lo, pois ele é um ótimo guerreiro se você souber a forma correta de usá-lo.

Saudações e até a próxima, aventureiro!

Compartilhe este post!
Share on Facebook19Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Tumblr0Email this to someonePin on Pinterest0