X

Fala galera! Para quem não me conhece sou o Holy, à disposição, prazer :). Atualmente Mestre, consegui Grão-Mestre na primeira e segunda temporada, e Mestre na terceira temporada.

Faço esse guia para guiar vocês um pouco nessa função de assassinos. Quando falamos de assassinos, falamos de Magos, Burst Damage (dano explosivo de uma vez por habilidade), Sustained Damage (dano sustentado, normalmente por ataque básico) e Ambushers (com potencial de gank como Zeratul).

Alguns picks são pensados conforme o mapa, como Valla e Lunara no Campo de Batalha da Eternidade ou Kerrigan nos Santuários Infernais, mas o pick de assassino deve considerar o metagame atual, a composição inimiga e o mapa a ser escolhido.

Separando os assassinos, temos a seguinte definição:

  • Magos puro burst: Li-Ming, Kael’thas, Jaina, Crona, Nazibo*
  • Magos burst/sustained: Gul’dan.
  • Burst damage: Greymane, Falstad (build mago), Kerrigan, Zeratul, Nova, Magos (todos).
  • Sustained damage: Ragnaros, Valla, Gul’dan, Nazibo*, Falstad (build de ataque básico), Greymane, Sylvanas*, Medivh*, Tychus, Raynor, Lunara, Cássia, Tracer, Thrall, Illidan, Zul’jin. (Gall também, mas com ele viria o Cho na composição e não vamos abordar ele no momento).
  • Ambushers: Valira, Açougueiro, Samuro, Zeratul, Kerrigan, Nova, Alarak.

No atual meta, temos tanto a composição de  2 guerreiros (1 tank e 1 bruiser), 2 assassinos e 1 suporte, quanto a composição de 1 guerreiro, 1 assassino corpo-a-corpo, 1 assassino de longo alcance e 2 suportes (um deles Tassadar), e ambas são bem usadas e viáveis. Porém, no draft, tente seguir o atual meta do Heroes, que é: Li-Ming, Falstad (ataque básico), Valla, Greymane, Zeratul, Gul’dan, Ragnaros.

Greymane e Valla têm tido uma ótima performance no geral, são picks seguros para muitas partidas, porém, caso já tenha um assassino de longo alcance, evite fazer o mesmo tipo de pick. A diversificação de composição é a chave para, estatisticamente, ganhar a partida.

Já deve ter ouvido aquela história para não pegar dois magos no mesmo time né? Pois bem, é a regra de burst no caso que se aplica. Kael’thas, Jaina, Crona e Li-ming, todos quando estão no mesmo time, tendem a ter uma chance menor de vitória devido a picks que aguentam dano de habilidades e inibem que eles se saiam bem juntos. Portanto, é uma má ideia pickar esses heróis na mesma partida.

Você pode ganhar com eles? Até pode, tudo pode acontecer no Nexus, mas as chances de ganhar a partida, pela falta de variedade, são menores.

Tendo feito seu pick, tenha em mente o seu papel principal como assassino: punir quem estiver fora de posição, priorizando assassinos adversários e suportes. Tanks são tanks, foram feitos pra demorar pra morrer, e enquanto eles não morrem tudo acontece na backline (linha de trás) inimiga.

Ouço todo dia diversos relatos de como as pessoas de ranque menor não focam na Morales e ela fica curando de graça, e é esse o ponto em que eu quero chegar. Tenha foco no que você estiver tentando eliminar, e não se engane com o tank tomando dano de graça, porque o papel dele é exatamente esse, evitar que você dê dano na backline. A partir do momento que você eliminou um assassino ou suporte inimigo, o tank fica vulnerável, e aí sim é hora de mudar o foco e eliminar ele.

Mas tome cuidado: não saia de posição para matar alguém e ser morto em seguida. Muitas vezes não vale a pena a troca, e morrer para levar alguém não é vantagem. Espere o erro da pessoa e se aproveite dele, e assim tenha vantagem no jogo.

 

Agradecimentos ao Rooxyz pela ajuda a fazer esse guia!

 

*Apesar de serem especialistas, estes heróis também se enquadram nestas classificações de assassinos

Compartilhe este post!
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Tumblr0Email this to someonePin on Pinterest0