X

Antes de mais nada, para entender a natureza deste post, você precisa ler esta postagem!

Olá garotas e garotos da tempestade! Como dito no post acima, vamos logo para o nosso primeiro herói: Varian!

DISCLAIMER

Esta postagem é para jogadores familiarizados com o herói. Se você não joga medianamente com este personagem ou tem ele abaixo do nível 06, pode ser que tenha problemas em entender algumas partes deste post.

O texto aqui será baseado completamente para o leitor experiente, no qual não preciso explicar fundamentos e coisas básicas do jogo, gameplay e dos heróis. Se precisar, dê uma olhada nas outras postagens do nosso querido site e nas minhas também para se organizar e absorver melhor as informações.

INTRODUÇÃO

Varian é o nosso primeiro herói multi-classe:

Suas habilidades são definidas da seguinte maneira:

TALENTOS

LEVEL 01

LEVEL 04

LEVEL 07

LEVEL 10

LEVEL 13

LEVEL 16

 

LEVEL 20

POSSIBILIDADES

Expostos os talentos e sua classificação diante à AFSC, teremos as seguintes possibilidades:

Então, analisando por cima, eu vejo as seguintes vertentes:

  • Builds voltadas mais para Agressividade (Assassino);
  • Builds voltadas mais para Segurança (Guerreiro);
  • Possibilidade de fazer um BRUISER em Ferramenta;
  • Talentos situacionais, dependendo do mapa e composição inimiga.

 Antes de explicar como usar este guia, quero que atentem na build mais usada, segundo o HotsLog:

BUILD MAIS USADA

Não me espanta que essa é a build mais usada para o Varian. Mas ela é muito superestimada, na minha opinião. O ponto aqui não é falar somente sobre sua eficiência ou ineficiência, mas também pensar para quê você deve usar esse tipo de build.

Nessa árvore de talentos, o herói não pode ter responsabilidade de Tank. Sim, o TALENTO 07 e o TALENTO 13 garantem um bom sustain, mas isso quando for 1×1 e, para jogadores que realmente dominam o personagem, até 1×2 (mas depende em quem). Se o time adversário inteiro resolver atacá-lo, ele não será resistente o suficiente para aguentar tanta pressão. Quando vejo esse tipo de build sendo feita já bem fica evidente como dar counter nele. CC e Incapacitações (stunslow, etc…) anulam bastante o Varian – nessa build.

No entanto, se você tiver um full Tank no seu time, daí a história é outra. O herói se torna um assassino excelente – somada ainda com algum Support, o personagem fica legendário! Mesmo assim, deve-se tomar todas as preocupações básicas de um DPS Melee.

Agora, veja essa tabela, segundo o site HeroesCounters:

Isto é, ter somente um tipo de build em suas mãos, limita você a ter um playstyle mais diverso e eficaz. A importância de dominar todas as possibilidades que o heróis pode propor é o caminho para melhorar DRASTICAMENTE o seu gameplay.

DESENVOLVENDO BUILDS

Então, tio ABC… o que devo fazer? Primeira coisa é delimitar o que você quer com o personagem. E ver se encaixa com o que deseja:

  • Qual a composição do meu time?
  • Qual a composição do time adversário?
  • Qual mapa será jogado?
  • Quais os heróis inimigos que sou fraco?
  • Quais os heróis inimigos que sou forte?

Respondendo essas perguntas, você pode começar a pensar nos tipos de talentos que vai querer usar, conforme o andar do jogo. Recomendo no início, papel e caneta ao lado para ir anotando, já que todo seu pensamento e foco devem estar focados na partida. Vamos exemplificar para melhor ilustrar:

EXEMPLO

Digamos que a partida seja composta assim. O mapa é Templo Celeste. A composição do seu time é de DOUBLE SUPP 02, com The Butcher assumindo a função de BURST DAMAGE. O time adversário é DOUBLE TANK 02, com a Lunara assumindo a função de BURST DAMAGE.

De cara, todo mundo pensa naquela build citada como a mais usada. Pois temos dois suportes. Não é bem assim. Para essa draft, temos três grandes perigos e desvantagens:

  • Lunara é o personagem que vai mais atrapalhar o time (Tyrande Tassadar são ruins contra ela também);
  • Haverá muito CC contra o Varian ou o alvo escolhido;
  • Tanto a Sgt. Hammer, quanto The Butcher só vão conseguir fazer suas funções com um ótimo TANK na linha de frente.

Analisando assim, a build citada lá no começo do post é 1/5, nesta situação. Não que seja impossível ganhar, mas a probabilidade é muito baixa. Ainda mais em um mapa grande de três lanes, como o Templo Celeste, onde as TFs já começam bem cedo.

Se você já leu este meu post, com certeza vai perceber que o melhor comportamento do seu time ou quem acompanhar o Varian pelo mapa é PICK. O time adversário é muito forte para TF, SPLIT e ENGAGE.

Então, como seria os melhores talentos nesta situação? Primeiro é preciso saber o que o personagem pode me propor PARA QUALQUER SITUAÇÃO. Então, cheguei a conclusão analisando os talentos e suas possibilidades que o herói:

  1. Pode ser full Guerreiro e full Assassino;
  2. Pode se comportar de maneira híbrida, tanto mais agressivo, quanto mais seguro;
  3. Não pode ser um herói Suporte;
  4. Excelente para se comportar como Ganker;
  5. É possível deixá-lo na função de Especialista (para cerco).

Depois, penso quais melhores builds para este tipo de situação (exemplo em questão):

BUILD FULL TANK

Para esta situação, é a melhor build para àqueles que jogam de Médio à Bom.

Como disse anteriormente, a Lunara será um grande problema ao time. E ela estará bem protegida pelos dois Guerreiros adversários e ainda com suporte do Malfurion. Esses dois juntos causam estragos demais da conta!

build proporcionará sustain suficiente para o duo The ButcherTyrande pickar um dos dois acima. O que o Varian DEVE fazer é evitar que os Guerreiros inimigos possam interferir. A vantagem da composição aliada é que a Sgt. Hammer nunca será deixada sozinha – e se acontecer, ela vai levar lanes e lanes. Esse é um trunfo que o time deverá usar no jogo.

Não faça ENGAGE! Conseguiu o PICK? Recue e refaça a estratégia. Tassadar deverá ser o BFF seu (mas terá como amante a Sgt. Hammer). Outra coisa importantíssima: APRENDA A USAR O “W”! Já vi muito Varian morrer à tôa sem entender qual é do “W”. Saiba o seguinte:

  • O “W” no TALENTO 01 é mais eficiente contra Heróis Inimigos – principalmente os que usam auto-ataque;
  • Usar o “W” no TALENTO 04, você ganha uma proteção igual ao do Medivh. Use somente contra Torres e Fortes, Habilidades e Heróicas. Mais ainda contra os ataques da Lunara;
  • No TALENTO 07, é a menina dos olhos de qualquer TANK. Quando for fazer a ação de PICK ou mesmo ter que entrar em uma TF, TENHA AS DUAS CARGAS PRONTAS! Saber usá-las no momento de maior desespero do inimigo (aquela hora em que tudo é lançado pra cima de você, sem pensar) vai ser a chave da vitória.

O “Q” se tornará mais útil quando chegar ao TALENTO 16. Especializando a habilidade para maior benefício contra os inimigos. Geralmente, quando você ataca o suporte adversário, ele vai ficar se curando até não poder mais. Use o “Q” para dar slow e diminuir sua cura. Somada a habilidade “E”, o inimigo terá grandes problemas.

Cuidado também ao usar o ATIVO (o estandarte). Usar cedo demais, pode dar chance aos inimigos em destruí-lo primeiro. Usar tarde demais, você e seu time não aproveita nenhum benefício da habilidade. O momento ideal é na primeira rodada da investida, TF ou defesa que for acontecer.

BUILD PICK ‘N RUN

Para esta situação, uma build para àqueles que jogam de Bom à Excelente.

Ela te torna um pouco mais focado em dar PICK e sair do local do embate. Útil para POKE -> PICK -> SAFE.

Primeiramente, tente fazer o farm do “Q” quanto antes. Esse slow a mais que virá como recompensa, será imprescindível do nível 13 em diante.

Segundo, saiba o momento certo de usar o “W” (já expliquei acima).

Terceiro, a habilidade heróica: NUNCA A USE EM UM GUERREIRO COM A VIDA CHEIA! Não importa se o cara tá com a metade da vida. Só use se o cara tiver 25% da vida total, e, mesmo assim, ainda considero desperdício. Ela foi feita para o time focar naquele alvo escolhido pelo Varian (que neste caso, eu usaria apenas, na ordem: na Lunara ou MalfurionAzmodan > Diablo (apenas se tiver com menos de 25% de vida máxima). Nunca no Dehaka!

A dica do estandarte é a mesma, no entanto com um adicional: seu time deve estar atento quando a bandeira dropar, pois é o momento de gastar habilidades mais fortes!

A partir do nível 16, o Varian se torna muito inconveniente ao time adversário. O TALENTO 16 somado a recompensa do TALENTO 01 torna o herói um frontman fortíssimo contra QUALQUER HERÓI. Até mesmo contra os Guerreiros. O ATIVO do TALENTO 20 é o maior counter da LunaraAzmodanDehaka. Nas TF fica até bonito de ver, todo mundo tentando te matar com MENOS 25% DE TODO DANO!!! Essa hora, Tyrande The Butcher devem brilhar, conforme seu Varian vai mantendo ocupado os demais inimigos.

BUILD HÍBRIDO GANKER

Para esta situação, uma build para àqueles que jogam Excelentemente.

É uma build muito perigosa de usar, mas, ao mesmo tempo, magnífica! Por que perigosa? Primeiro você deve ser FODA na arte de usar o “W” e o “R”. E usar elas na hora certa! No momento ideal, fará toda a diferença em um gank e nos embates (principalmente em PICK).

O combo da build será dessa forma: (E + ATIVO + Q + R) + W*.  Você vai usar o combo no momento em que o inimigo perceber que precisa fugir ou escapar dali. Esteja sempre acompanhado com o duo TyrandeThe Butcher para usar esse combo. *ficar atento quando receber ataque durante o combo para usar corretamente o “W”.

O comportamento aqui continua sendo o mesmo: POKE -> PICK -> SAFE. No entanto, você pode adicionar um comportamento ENGAGE mais agressivo. Só tome cuidado para o alvo não ser o Dehaka (a não ser que ele esteja sozinho).

CONCLUSÃO

Tudo que foi citado ali não é para dar uma fórmula mágica que do dia pra noite tudo fará sentido. Para entender os talentos é necessário bagagem. E somente jogando com todos os heróis, entendendo os mapas, o que cada talento faz com o personagem e suas habilidades, para ter pensamento rápido no gameplay.

O exemplo acima com a sugestão de builds é a minha análise situacional. Não adianta também bolar tudo isso e não “sacar” também seus companheiros e adversários. Às vezes, você conta com aquela Tyrande no momento certo… e ela começa uma perseguição idiota atrás do Malfurion pelo mapa (ah, o amor…).

A dica máxima é: saiba a função comportamental do seu herói no jogo!

Como assim? Preste atenção e tente prever como o jogo vai ser conduzido a cada momento (principalmente nos objetivos do mapa). Estar em desvantagem de XP, lanes avançadas, inimigos com combos impecáveis pode dar outro rumo às escolhas dos seus talentos.

Imagine que o time adversário começa a sacar que o alvo será a Lunara e faz o Diablo ser o elemento surpresa na função BURST DAMAGE. A Lunara tem uma build fortíssima de cerco disponível. Então, eles decidem ficar o tempo todo em SPLIT e focando nos objetivos (Dehaka com presença global ainda). Daí, você ficou todo focado na build de full TANK e faltou dano…

Se dominar bem as possibilidades dos talentos do Varian, não será um problema. O que pode dá ruim é ser tarde demais. Surgem duas opções: forçar o time adversário a se juntar para que você possa tankar; ou mudar o rumo dos talentos, se for possível (sem perder bônus acumulativos e sinergéticos.

Para melhor entender, vou propor um exercício simples aqui que vocês podem responder nos comentários. Então, vou analisar as respostas de vocês e dar minha opinião se concordo ou discordo, se vou criticar ou elogiar. Lembrando que é só consultar a tabela das possibilidades, onde está já na ordem dos talentos em seu respectivo ganho de nível.

QUAIS AS BUILDS QUE FARIAM NAS SEGUINTES SITUAÇÕES E POR QUE?
01. 
02.
03. 

Espero que gostem! O próximo personagem será o The Lost Vikings!

Saravá! 😀

 

 

Compartilhe este post!
Share on Facebook35Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Tumblr0Email this to someonePin on Pinterest0