X

Grandes melhorias para o Anub’arak e Arthas anunciam um possível retorno de um dos períodos mais agressivos da história do Heroes competitivo.

Quando começou

Houve um tempo em que Arthas, Tyrael, Anub’arak e até a Sonya foram heróis muito subestimados. A Coréia começou a popularizar esses heróis em composições com dois, e as vezes até três guerreiros para enfrentar composições com magos frágeis e equipes vulneráveis a grandes quantidades de CCs (‘crowd control’ , ou ‘controle de multidões. Habilidades que controlam, atordoam, enraízam…).

Mesmo durante pesquisas em 2015 mostraram que a comunidade acreditava que composições com dois ou três guerreiros eram os “reis do meta do ano”. A estratégia era tão popular e poderosa que parecia que seria eternamente um dos pilares do Heroes competitivo. Você ainda vê esse tipo de equipe hoje em dia, mas desde as mudanças de escalonamento e burst, esses heróis bruisers ficaram pra trás.

Mas o que é um bruiser?

Um bruiser é um termo não oficial para qualquer herói guerreiro que parece mais ofensivo do que defensivo. Um bruiser pode causar uma enorme quantidade de dano, e são os melhores para controlar pequenos espaços (como as áreas dos tributos na Clareira Maldita) ao ameaçar os inimigos com grandes explosões de dano. Eles normalmente não tem fontes confiáveis de CC, não são muito resistentes e tem dificuldade de defender seus aliados frágeis.

O exemplo clássico da diferença entre guerreiros e bruisers é Johanna vs. Sonya. Johanna jamais será classificada como bruiser — ela é uma guerreira defensiva pra sempre. Ela não faz grandes quantidades de dano e se dá bem absorvendo as habilidades no lugar dos seus aliados.

Sonya, por outro lado, é o bruiser mais icônico do jogo. Ela é, na verdade, a responsável pela criação da expressão bruiser, que foi criado a primeira vez como uma forma de explicar para os jogadores do início do alfa que, embora Sonya esteja tecnicamente listada como uma Guerreira, é geralmente uma má ideia esperar que inicie uma luta, se mantenha, ou absorva muito dano. Ela precisa de outro guerreiro por perto para dar a ela a liberdade de perseguir um herói sem ser o foco de todo o dano da equipe inimiga.

O retorno

As notas das mudanças do PTR já estão disponíveis e tanto o Anub’arak quanto o Arthas receberam grandes mudanças. Todas essas mudanças fazem deles mais fortes, resistentes e que causem mais dano. Anub’arak, em particular, dá a sensação de ser um herói completamente novo, e alguns dos novos talentos do Arthas permitem que ele volte a ter o mesmo estilo de agressão na parte inicial das partidas, exatamente como eram as composições com Arthas antigamente.

Medivh

Nós podemos não ver um domínio dos Bruisers com o patch da Crona, mas eu posso garantir que Medivh vai guiar uma nova geração de composições de guerreiros para os jogos competitivos.

Além do mais, heróis como Sonya, Artanis e até o Rexxar já estão muito fortes nos jogos competitivos atualmente. Tome o nível da potência de suportes como Rehgar, o domínio total do Illidan, e com a introdução da nova maga de longa distância, Crona, e você já pode começar a sonhar com o retorno das composições de dois e três guerreiros.

  • Illidan não gosta de jogar contra composições com múltiplos guerreiros com várias formas de CC. A nova melhorada mecânica do Arthas destrói o Illidan quando combinado com outro guerreiro.
  • Se a Crona é realmente poderosa como ela parece ser (e ela é), então os times com uma frontline forte será seu lugar ideal. Dois ou até três guerreiros com uma Crona + um suporte pode se tornar um estratégia comum e forte.
  • Medivh não está liberado ainda, mas foram feitos testes que confirmam seu poder extremo quando pareado com múltiplos bruisers. Artanis + Medivh pode, na verdade, ser uma das coisas mais opressivas de Heroes of the Storm.
  • Rehgar já é um herói forte, e ele se dá muito bem curando múltiplos guerreiros. O dano do escudo bem posicionado no novo Arthas é uma verdadeira ameaça.
  • Arthas e Anub’arak foram melhorados para dar significantemente mais dano. Eles também receberam talentos feitos para enfrentar magos como Kael’thas, que atualmente está em quase todo jogo.

Nerfs para Guerreiros Solo

A última atualização do PTR foi liberada antes de ontem, dia 12/05, e alguns dos CCs mais poderosos do jogo foram reduzidos e enfraquecidos. Isso é um grande nerf para composições com só um guerreiro, já que elas confiam com a força desse único stun. Para se conseguir essa mesma quantidade de atordoamento, eles vão precisar de mais stuns.

A necessidade de mais CCs significa mais composições com mais guerreiros. O nerf pode fazer a estratégia de chain-stun (vários atordoamentos sendo usados em seguida, como o antigo combo Diablo + Tyrande)  pode ficar tão fraca que não seja mais usada, apesar de eu duvidar disso. Alguns Heróis (como o Anub’arak) não sofreram mudança alguma nos seus atordoamentos, e enquanto a Tyrande existir sempre haverá a ameaça de composições com chain-stun.

Com tudo em consideração, nós parecemos destinados a entrar em um meta dominado por guerreiros e os frágeis magos que eles protegem. Crona e Medivh são heróis extremamente poderosos e ambos querem bruisers ao seu lado. Isso é motivo suficiente para vermos significantes mudanças nas próximas semanas.


Traduzido e Adaptado de – link.

Compartilhe este post!
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Tumblr0Email this to someonePin on Pinterest0