X

As Partidas

Esse último final de semana foi muito importante para quem acompanha o cenário competitivo de Heroes of the Storm. Acompanhamos as partidas finais da primeira temporada da Copa América, com evento presencial. Os 4 times qualificados da região disputaram por uma vaga na final mundial que irá acontecer na Coréia.

O evento presencial aconteceu nos dias 19 e 20 de Março, em um dos auditórios do Expo Center Norte, em São Paulo. As equipes qualificadas KLG (Chile), Crusader Gaming (Peru), Rebirth (Chile) e Big Gods (Brasil), se enfrentaram para disputar pela vaga. A primeira partida entre a BigGods e a Rebirth garantiu a continuação da BG para as finais, acabando em 3×0 para a BG e deixando a Rebirth para disputa do terceiro lugar.

A segunda partida foi entre o time chileno KLG e o time peruano Crusader Gaming, que também acabou em 3×0 para a Crusader, garantindo a disputa pelo primeiro lugar com os brasileiros da BigGods. Apesar de termos somente 4 times, as primeiras partidas foram decididas em 3 partidas, a surpresa ficou para a disputa de terceiro lugar entre Rebirth e KLG, a KLG ficou em vantagem logo no primeiro jogo, mas a Rebirth conseguiu virar e abriu empate. No final a KLG reagiu bem e a disputa de terceiro lugar acabou com a KLG vencendo de 3×1.

A BigGods como favorita desde o começo da Copa América, apenas confirmou sua posição na tabela, enfrentando o time peruano eles tiveram problemas na última partida, sendo pegos fora de posição em diversos momentos e colocando em risco o resultado. Mas a Crusader cedeu à pressão e não conseguiu mais voltar ao jogo de forma forte e representativa para bater de frente, tendo a BigGods vencido com resultado de 3×0, garantindo a viagem para a Coréia.

O Evento

Copa America 2016 (11)

Desde o anúncio oficial da etapa offline do evento ficou claro que devido a limitação do local, somente pessoas convidadas poderiam assistir as partidas. Grande parte das pessoas presentes eram membros da comunidade, fansites, streamers e jogadores que conseguiram convite por meio do sorteio. Talvez tenha faltado um pouco de divulgação, pois apesar dos sorteios, boa parte dos lugares ficaram vazios durante todo o evento.

Outro revés complicado foi a transmissão, não sabemos ao certo o que aconteceu, mas a stream oficial do torneio em português apresentou vários problemas, desde falta de sincronia de áudio, chiados em microfones, a quedas constantes e a demora no retorno da transmissão — e o retorno com delay de quase 3 minutos. Sabemos que em um evento presencial esse tipo de problema pode acontecer, mas a frequência e a persistência dos mesmos erros por praticamente 2 dias prejudicou muito a quem não pode estar presente no evento e dependia da transmissão para acompanhar os resultados.

O ápice dos problemas aconteceu logo nas partidas finais, internet caiu, jogadores caíram, pauses e mais pauses. Para nós que estávamos presentes ao vivo, é até suportável, pois podíamos acompanhar o que estava acontecendo. Mas para as pessoas assistindo, todos esses erros, quedas da stream, atrasos na transmissão prejudicaram, e muito, a experiência final que deveria ser um show a parte, e não foi.

Os times

Ficou claro que todos esses problemas geraram certo desconforto entre os jogadores, os pauses durante a partida em finais decisivas pode desestabilizar a equipe ou mesmo quebrar a conexão entre eles. É como se um jogador de futebol prestes a chutar para o gol, tivesse a bola removida do campo (feito mágica) e de repente ela aparece novamente alguns segundos depois. É complicado.

by AlphaApache

Esperamos que todos esses erros e problemas sejam observados e corrigidos para próximas edições, e que as pessoas possam realmente aproveitar o show a que elas foram convidadas a assistir.

Apesar dos pesares, o Brasil garantiu sua vaga para a final e nós teremos por quem torcer na Coréia. E aí, preparados? Confiram nossa galeria de fotos:

Compartilhe este post!
Share on Facebook24Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Tumblr0Email this to someonePin on Pinterest0