X

Olá a todos os convocados para serem os heróis do Nexus.

Quem vos fala é a Rainha Banshee e não preciso desenrolar particularmente toda a minha vida de ~dor e sofrimento~ ou ter que entoar meu cântico clássico, vocês já fazem isso me procurando em Cidade Baixa, lá em Azeroth, ok? Não importa se você questiona a minha lealdade, é mais um hater ou um completo apaixonado por mim. Minha performance e consequentemente minha reputação entre os jogadores depende muito de quem me escolhe, então deixo breves palavras aos que se dizem Heróis do Nexus, sobre a nossa função de Especialista e desejo que não seja um tempo perdido.

gasganete-girls-of-the-storm-manifesto-yuuko-kitsune-spec

Gosto de salientar aos meus companheiros especialistas que esperam ser escolhidos para o combate dentro desta caixa roxa chamada carinhosamente de HotS que nossa classe é incompreendida e ao mesmo tempo louvada. Temos o poder de capturar mercenários com mais facilidade, controlar o fluxo de tropas das lanes, entre outras táticas que serão mencionadas abaixo de uma forma mais… digamos que didática, ok?

hammer-girls-of-the-storm-manifesto-yuuko-kitsune-spec
Vocês precisam entender que além de empurrar portões e muralhas e ficar adquirindo experiência para que o time evolua em níveis, temos um alto poder de controle de território seja em Team Fights ou em Objetivos.  Nossa bagagem de habilidades nos favorece em ataques rápidos nas TFs, fazendo com que o time inimigo tenha que recuar ou pensar duas vezes antes de revidar nossos ataques, valendo isso também para os objetivos dos mapas, como foi mencionado anteriormente. O essencial é que se controlamos/dominamos vários momentos do mapa de forma estratégica a nosso favor, lógicamente precisamos ser protegidos pelo time tanto quanto os suportes, porque será muito difícil um time “invadir o território dominado” com um bom posicionamento defensivo nosso. Temos especialistas com poder de dano consideráveis e isso seria de extrema burrice para eles (o de tentar contestar, como dizia) pois o wipe é certo. 

zagara-girls-of-the-storm-manifesto-yuuko-kitsune-spec

Outro ponto interessante que desejo abordar é que não somos obrigados a estar em todas as team fights que surgirem no jogo, da mesma forma que não devemos ficar sós nas lanes quando algumas ocorrem. Confuso? Vejamos um exemplo em que o time necessita pegar um nível a mais para que possa enfrentar o time inimigo que está mais avançado neste quesito. Logo, como o acúmulo de experiência é necessário para atingir o nível, precisamos trabalhar rapidamente nas lanes para adquiri-lo se quisermos brigar com tudo. Com isso, ao invés de dar engage forte, destruidor, ofensivo, busquem jogar na defensiva (se for um mortal inteligente, perceberá que estou reforçando o que disse textos antes), já que depois nós, especialistas, nos juntaremos à equipe para enfim, lutarmos de igual para igual. O mesmo vale na captura de objetivos como a Clareira Maldita, onde um nível a menos é comprometedor. Vamos agir usando a razão ao invés da emoção, entendidos?

murky-girls-of-the-storm-manifesto-yuuko-kitsune-spec

Outro fato importante: parem de criticar alguns especialistas pelos seus modos peculiares de confronto. Olha, acho tão estranho convocar um murloc para os campos de batalha, porém ele é bem útil e… perturbador em cena. Murquinho é o tipo de herói que não deve ser subestimado pois quando está nas mãos certas, fará o time inimigo borrar as calças.  Abathur, como sabem, fala de uma forma bem estranha e pouco usual, tem umas gosmas esquisitas, porém tem tanto potencial quanto outros heróis de nossa função. Se ele estiver bastante entrosado com o time, atento às necessidades dos membros, será uma dor de cabeça colossal para um time que não tiver um Zeratul ou uma Nova para caçá-lo, e desejarão dar /quit da vida de tão nervosos que ficarão.

azmodan-girls-of-the-storm-manifesto-yuuko-kitsune-spec

É imprescindível que zelem pelos especialistas do seu time, para que sua função  seja bem sucedida. Se o time não possuir a sinergia necessária e uma boa comunicação em jogo, além da compreenção das funções de um e de outro, nenhum especialista conseguirá dar o melhor de si e será muita das vezes injustamente acusado. E sabe, chega a ser ofensivo quando dizem que a culpa é nossa. Será que realmente é? Reflitam.

Espero que na próxima vez em que vocês clicarem no botão “Jogar” de Heroes of the Storm, tenham em mente essas valiosas palavras de uma Morta-Viva que já passou por muitas situações nesta vida. Meus títulos que carrego tanto em vida, quanto em “pós-morte” não são a toa.

Até breve no Nexus,

Sylvana Correventos.

PS: gostaria de comunicar para toda a comunidade que esta briga entre o Elfo Sangrento Kael e a Arcanista Li Ming é ridícula, pois quem tem o título de Rainha sou EU, então “sejem menas”.

girls-bey-sylv-manifesto

Compartilhe este post!
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Tumblr0Email this to someonePin on Pinterest0