X
Este é um post convidado, criado originalmente por xDaunt e traduzido para a comunidade brasileira por Felipe Lopes.

Se você quiser saber como nos ajudar com posts e guias é só clicar aqui.

Parte I: Seleção de Heróis

Parte II: Gameplay

Parte III: A Arte do Carry

Introdução

Então, você acabou de atingir nível 30, e você realmente acha que está pronto para se jogar de cabeça na liga heroica? Pense de novo! A liga heroica é uma fossa de comportamento tóxico, atribuída a decisões horríveis, e partidas que instigam o clássico pensamento filosófico: “Que p**** esse cara ta fazendo? ”. A liga heroica não é um lugar agradável. Ainda assim, há coisas que os jogadores podem fazer para maximizar suas oportunidades de subir de habilidade e há razões por que algumas pessoas são capazes de chegar a, e permanecer no, Rank 1 enquanto a maioria não pode.

Felizmente para você, minha experiência com os horrores da liga heroica e jogar no Rank 1 me inspirou a escrever um guia gigantesco para explicar muitas daquelas coisas. Eu não estou interessado em oferecer, em grande parte bem inútil, conselhos clichês como “Não chame seus companheiros de equipe de…e disso… e dessa coisa também.” Eu quero proporcionar conhecimento real, tangível, que explica as porcas e parafusos do jogo que a grande maioria dos jogadores simplesmente não podem compreender (o que me espanta). Obviamente, este guia não pode explicar tudo, mas a leitura dele deve fornecer a jogadores novatos o quadro mental necessário para se tornar melhor ou pelo menos bom no HotS. Elaborações de estratégias e táticas de jogo serão discutidas em detalhes, por fim, a questão do “carregar” em Hots será abordada diretamente e explicarei como ela funciona e como fazê-la.

A informação contida neste guia vai permitir aos jogadores saírem da cadeira do jogador casual e sentar-se na cadeira do jogador competidor. O objetivo geral é o de ensinar os fundamentos do mais alto nível de jogo, que é aplicável para além da liga heroica, chegando a todos os níveis e tipos de partidas. A coisa mais importante e fundamental para compreender a liga heroica e alcançar o nível desejado é: a comunicação e a tomada de decisões de forma consistente, são a chave para o sucesso em Hots. Todo o resto é secundário.

A Mecânica de um bom jogador

Deixe-me apenas tirar isso do caminho e dizer o óbvio: você precisa ser capaz de controlar seus heróis com confiança e precisão para ter qualquer esperança de ser bom em qualquer coisa no HotS. Se você não se sente parte de determinado herói, não sente que aquele herói é como uma extensão de si mesmo quando joga, então você não deve jogar com aquele herói em uma liga heroica. Pratique no modo partida rápida primeiro (builds, limites, área, resistência e etc.) para assim desenvolver a habilidade adequada para a liga. Se você não consegue usar a Palma Divina do Kharazim com a devida precisão, ou o momento certo para stunar o inimigo e talvez colocar o escudo no aliado que está morrendo quando joga de Uther, então você não deve jogar com estes heróis em uma liga heroica. Sabe usar a marca do caçador corretamente? Consegue aproveitar eficientemente a visão do campo inimigo quando joga com a Tyrande? Se a resposta é não, você não deve jogar com este herói na liga heroica. Se você não sabe definir a oportunidade certa para investir com segurança no time inimigo quando joga com Illidan, ou se posicionar corretamente e estrategicamente nos mapas com a Sgt. Marreta, então, não jogue com estes heróis numa liga heroica. E, pelo amor de tudo o que é mais sagrado, não saia pegando Suturino quando você nem ao menos consegue acertar um gancho para salvar a si mesmo.

Este guia vai se concentrar nos aspectos estratégicos e táticos de HotS. No entanto, lidar corretamente com estas questões em jogo requer um certo nível de competência mecânica. Certifique-se que você a tenha.

A sua lista de Heróis

HotS exige que os jogadores tenham, além do nível 30, pelo menos 10 heróis em sua lista (excluindo os heróis gratuitos da semana, a famosa free week) para que você possa participar da liga heroica. Além disso, no lobby, os jogadores são livres para escolher qualquer herói que esteja disponível em sua lista, o que não significa que você esteja pronto para qualquer partida com uma lista de Valla, Murquinho, Abathur, Tassadar, Sonya, Azmodan, Nova, Arthas, Zeratul e Raynor. Isso definitivamente não é uma boa ideia.

Embora assassinos e especialistas estejam a todo vapor, não jogue liga heroica sem uma lista equilibrada de heróis, os quais você pode jogar com competência. No mínimo, você precisa possuir três tanques e três suportes. Por quê? Porque estes são os papéis que mais frequentemente precisam preencher os slots durante a escolha. Por que três de cada um? Porque a pior coisa que pode acontecer é que você seja incapaz de preencher um papel crítico para a equipe, porque todos os seus heróis da determinada função desejada já foram selecionados. Por exemplo, as composições de suporte duplo foram muito populares em vários pontos do meta, se você tiver apenas um ou dois suportes, há uma grande e inaceitável possibilidade de que estes heróis não estejam mais disponíveis para a escolha, já que não é permitido heróis repetidos, mesmo em times diferentes. Faça sua parte e garanta uma boa formação para a sua equipe. E lembre-se sempre, comunicação e a estratégia formada através das decisões é a chave e o diferencial de um bom jogador de HotS. E é isso o que nos leva para o próximo tópico.

Seleção de Heróis

Hora das perguntas e respostas! Você é o último da sua equipe a escolher, seus companheiros de equipe já escolheram Tyrael, Jaina, Falstad e Illidan. Você claramente deve escolher um suporte, qual desses heróis você escolhe?

  1. Rehgar
  2. Tassadar
  3. Asaluz
  4. Uther
  5. Malfurion
  6. Li Li
  7. Tyrande
  8. Kharazim

Sem levar em conta que o time adversário já escolheu um, claramente a escolha ideal aqui (embora existam outros com os quais você possa fazer o mesmo trabalho), este herói, (que vamos discutir quem é abaixo) não vai garantir à sua equipe uma vitória, mas certamente vai colocar sua equipe na melhor posição para ganhar o jogo. Mais uma vez, as composições da equipe importam. Independente das escolhas, a composição da equipe melhor, em geral ganha. Sucesso na liga heroica requer uma compreensão suficiente do que cada herói é e o que cada herói pode fazer e esta escolha deve ser baseada na sua equipe e na equipe inimiga, para assim ganhar vantagens.

Do que a equipe precisa?

 Vamos começar com o básico: Os três papéis fundamentais que cada equipe precisa preencher são tanque, o cara do dano (muitas vezes vai ser um especialista ou assassino, no geral usa-se dois assassinos e um especialista) e suportes. Tanques absorvem danos e protegem os personagens mais frágeis.  Assassinos e especialistas são os grandes responsáveis em causar sérios danos à equipe inimiga. Suportes curam e protegem de diversas formas os heróis aliados. Se na composição da equipe faltar um destes, está provavelmente está fadada ao fracasso, salvo alguns casos raros. Sim, existem exceções a esta regra, mas todos eles envolvem considerações altamente avançadas de estratégia que estão fora do escopo deste guia.

Além dos três papéis principais, existem três funções utilitárias que precisam ser preenchidas: os de controle coletivo (também conhecido como “CC”), iniciação, e os de presença na lane.

  • Controle coletivo: Inclui atordoamentos (stuns), enraizamento, e desaceleração (slow), permitindo que sua equipe seja incentivada a investir em uma teamfight (a famosa porradaria) por neutralizar heróis inimigos. De todas as formas de controle de multidões, atordoamentos são os mais importantes porque: 1) eles são os mais eficazes na neutralização de heróis inimigos impedindo-os de uma investida, e 2) eles podem interromper habilidades heroicas de inimigos de forma devastadora tais como, Espírito Voraz e Jarro de 1.000 Copos.
  • Iniciação: É a capacidade ou maneira em que sua equipe começa teamfights. Um bom início é muito importante para o sucesso, geralmente, os tanques serão todos competentes em iniciar teamfights de uma forma ou outra. No entanto, ter heróis adicionais que podem iniciar uma teamfight pode ser valioso, especialmente dado que as capacidades de iniciação muitas vezes têm outras utilizações que podem ser mais ideais em determinadas circunstâncias. Por exemplo, pode-se usar a habilidade Cisão do Thrall para se iniciar uma teamfight mas se o time adversário tem um Nazibo com o espírito voraz e a equipe do Thrall não tem outros meios de interromper de forma confiável o Nazibo, então cisão seria melhor utilizado como uma interrupção nessa circunstância, deixando deveres de iniciação para outra pessoa. Em suma, a redundância é uma coisa boa.
  • Presença na lane: É o que eu geralmente me refiro como a capacidade de um herói controlar e dominar uma lane. De forma generalizada, este cara vai agir limpando e empurrando os lacaios dos inimigos, os atrasando ou os colocando em desvantagem em relação aos seus; essas são as duas formas mais comuns e efetivas de estabelecer uma presença na lane. Mas a presença na lane também pode ser estabelecida duelando com os adversários e dando assim uma vantagem para o seu time. É importante na medida em que você vai empurrando e destruindo torres, fortalezas, e outros objetivos, tanto dando à sua equipe uma vantagem de experiência quanto trazendo sua equipe mais perto da vitória. A forte presença na lane também obriga a outra equipe reagir. Por exemplo, heróis como Azmodan e Sylvanas não podem ser deixados à sua própria sorte na lane, porque eles vão simplesmente queimar tudo em seu caminho, dando assim à sua equipe uma vantagem. O meta tem evoluído ao ponto em que heróis com forte presença na lane estão sendo priorizados sobre opções mais tradicionais. Leoric e Johanna são dois dos tanques fortíssimos em grande parte devido à sua capacidade de limpar lanes rapidamente de forma eficiente. Zagara e Sylvanas estão sendo escolhidos em detrimento de assassinos à distância mais tradicionais, por causa de sua forte presença na lane. Em última análise, o que um time precisa é um meio de estabelecer a presença adequada em todas as lanes. Há uma série de maneiras de explorar isso, mas o que não pode acontecer é deixar lanes vazias, principalmente no início do jogo. Fazendo-o, existem grandes chances de sua equipe fracassar. Esta possibilidade deve ser contabilizada e avaliada durante a escolha da equipe. Certifique-se de que sua equipe faça escolhas que facilitem isso, melhor ainda, escolha heróis que irão garantir que sua equipe domine a fase de lanes (início do jogo, a corrida para o nível 10).

Além destas utilidades, há outras que podem ser muito importantes, dependendo do mapa ou outras circunstâncias. Estes incluem visão, Suborno, domínio tradicional dos acampamentos, movimento global, boost de dano, boost de cura, MULE, capacidade de cerco, limpar e uma variedade de buffs e debuffs. Por exemplo, a visão é crítica em mapas como Campo de batalha da Eternidade, Baía do Coração Negro e Tumba da Aranha Rainha, onde a visão sobre pontos específicos do mapa precisa ser mantida. MULE é tremendamente eficaz no Templo celeste. Torres da Perdição é um mapa onde os heróis com capacidade de cerco podem realmente brilhar. Debuffs como raio encolhedor são importantes quando sua equipe precisa para matar heróis como Illidan ou Thrall. Por outro lado, buffs como purificar dão capacidades que sua equipe provavelmente quer ter quando há um Illidan aliado ou Thrall.

Quando alguém começa a pensar em heróis disponíveis no âmbito dos quais os papéis que eles possam preencher e que os serviços que eles podem fornecer a equipe, começam a entender por que certos heróis são classificados superiores a outros em determinadas listas de escolha.

Que tipo de composição a minha equipe está montando?

Em níveis mais elevados de jogo, alguma consideração também deve ser dada ao tipo de composição da equipe que sua equipe está montando. Em particular, os jogadores devem estar cientes dos quatro tipos de composições de equipe: Composições de Poke, Composições de Investida, Composições de Combo (basicamente a combinação de habilidades) e Composições de Cerco. Cada um é adequado para um tipo muito particular de jogabilidade que não combina com todos os heróis.

  • Composições de Poke: São aquelas que têm heróis com habilidades de longo alcance (e ataques) que podem ser usados ​​para “cutucar”, assediar e causar dano a heróis inimigos a uma distância segura. Composições de Poke são mais ou menos a composição da equipe padrão. A seleção adequada do tanque normalmente é a questão mais importante aqui. Os melhores tanques são os que podem atrapalhar os heróis inimigos, os mantendo longe dos heróis mais recuados. Johanna é a melhor para isso, um dos motivos pelos quais ela é geralmente considerada um dos melhores tanques.
  • Composições de Investida: São aquelas que contêm vários heróis que podem iniciar lutas de equipe por saltar sobre e assassinar um herói inimigo rapidamente, incluem Tyrael, Illidan, Anub’arak, Sonya, Kharazim, e C.T.E. Qualquer herói que tem acesso a esse tipo de investida é extremamente importante, com isso devem ser priorizados nessa composição. Da mesma forma, heróis com outras habilidades que possam atrapalhar essas investidas rapidamente devem ser considerados para a seleção, caso o time inimigo esteja montando uma composição de investida. Suportes com cura em área devem ser a melhor escolha para esta composição.
  • Composições de Combo: Composições de combinação — São aquelas onde são escolhidos heróis com grandes habilidades em área, heroicas e básicas. A ideia geral é pegar o time adversário em uma moita e descarregar todas essas habilidades, matando assim o time inimigo instantaneamente. Notáveis ​​heróis para essa combinação incluem Zeratul, Zagara, Falstad, Valla, C.T.E, Leoric, Jaina, Gasganete, Kael’thas, Uther, Sylvanas, Nazibo e Nova. Estas composições de combinação podem ser brutalmente eficazes, mas elas exigem um grau muito elevado de coordenação de equipe. Honestamente, é muito difícil de ter uma boa composição de combo sem a equipe estar em comunicações de voz. No entanto, se sua equipe tem um monte de heróis com potencial para esta composição, então você deve escolher um herói e talento que a fortaleça ainda mais.
  • Composições de Cerco: São projetadas para empurrar lanes fortemente e de forma agressiva. Idealmente, estas composições são muito assimétricas, usando sua força para criar crises nas fortalezas inimigas e manter todo o mapa sob controle para estabelecer uma vantagem de nível que pode ajudar a compensar as deficiências inerentes às teamfights da equipe. Composições de cerco clássicas incluem vários dos seguintes especialistas: Azmodan, Murquinho, Abathur, Zagara, Gasganete, Sylvana, Sgt. Marreta, e os Vikings Perdidos. Tanques e suportes de cortesia são aqueles que têm forte presença na lane, tal como acontece na composição de poke — tanques que costumam atrapalhar inimigos e suportes com cura em área são bem eficazes e importantes. Alta mobilidade também deve ter prioridade — tanto para fugir de teamfights quanto para a manutenção da presença na lane de modo agressivo ao redor do mapa.

Então, vamos rever a pergunta feita acima? O melhor herói a se escolher para que a composição da equipe em questão (sem levar em conta a composição do time inimigo) é Uther. Em primeiro lugar, tendo Illidan e Tyrael significa que a equipe estará operando em uma composição de investida. Cura direta e forte torna-se necessária. O resto das escolhas da equipe não possuem muitas habilidades de controle — e os atordoamentos que Uther fornece o tornam fundamental nesta circunstância. Além dele, outro suporte interessante nesta escolha seria, Rehgar. Illidan também se beneficiaria muito com o purificar, que ambos podem proporcionar. Não há outras escolhas melhores nestas circunstâncias, razão pela qual Uther é geralmente considerado um dos melhores heróis de suporte. Finalmente, o kit de habilidades de Uther também faz dele um contra-pick para Illidan, por exemplo. Escolher Uther faz o adversário pensar duas vezes antes de escolher Illidan, o que nos leva ao nosso próximo assunto…

Como posso punir meus adversários utilizando esta estratégia?

O contra-pick é uma arte. E também é muito complicado de um sujeito realmente fazê-lo no tempo limitado disponível para escolha. Ainda assim, é um elemento crítico da seleção de heróis, então vamos tomar um momento para examinar alguns dos princípios básicos.

A questão fundamental para perguntar quando o assunto é contra-pick é: “Como o time inimigo pode nos ferir, e como podemos impedi-los?” A resposta a esta pergunta exige pelo menos uma compreensão razoável de cada herói no jogo. No mínimo, você deve conhecer habilidades, talentos, e saber como cada herói em particular se encaixa dentro de uma equipe durante uma teamfight. Os aspectos mais importantes de um herói para entender são as habilidades heroicas. Estas são as habilidades que determinam os resultados das lutas da equipe, dependendo de execução. Se um time se opõe de maneira eficaz ou evita ser ferido gravemente pelas habilidades heroicas do inimigo enquanto o outro faz o contrário e se expõe muito, esta é a equipe que provavelmente irá ganhar uma teamfight.

Armado com as informações listadas acima, os pontos fracos e pontos fortes em composições da equipe inimiga começam a ficar claros. Não só a seleção de herói torna-se mais fácil, mas a ordem natural das táticas de batalha surge ao longo do jogo. Você vai saber quais as habilidades usar em quem e quando. Apenas certifique-se que o resto de sua equipe saiba o que está fazendo, do contrário, terá que lidar com isso.

Aqui estão alguns exemplos dos contra-picks importantes que os jogadores competitivos devem estar cientes:

  • Illidan/Açougueiro: O nome do jogo aqui é controle, controle, e mais controle, e habilidades de dano direto. A resposta rápida e suja é escolher um dos heróis de apoio com controle bruto — Uther e Asaluz — que pode dedicar a sua existência a impedir o avanço e atrapalha-lo para que o resto da equipe o exploda. O maior erro que os jogadores fazem é escolher um suporte com controle limitado (como Malfurion, Rehgar e Lili), quando o resto de sua equipe carece de controle e ainda há a possibilidade de um Illidan/Açogueiro (ou outro gap closer) ser escolhido. Isto resulta frequentemente numa perda estritamente relacionada ao mau funcionamento da equipe.
  • Canalização de Habilidades Heroicas: O que Roda Punk, Espírito Voraz e Jarro de 1.000 Copos têm em comum? Elas são habilidades heroicas que podem absolutamente assassinar um time adversário inteiro (através da cura ou dano) se não forem rapidamente interrompidos. Quando você vê heróis com capacidades de canalização sendo selecionados pelo time inimigo, certifique-se de que sua equipe tem um meio de pará-los. Caso contrário, você vai ter um dia ruim. Tyrael e Tyrande são ambos excelentes em interromper habilidades heroicas inimigas devido ao alcance de seus atordoamentos.
  • Heróis de cerco: Os grandes escravizadores de mercenários como Zagara, Gasganete, e Azmodan todos são geralmente fracos contra ganks pesados. Lembre-se: empurrar lanes requer expor-se. Assim, assassinos e heróis com controle poderoso, como Kerrigan, Zeratul, Nova, Tyrande, e Muradin sempre conseguem uma oportunidade de brilhar nestas situações. A mesma estratégia funciona contra uma Sylvanas — ela só é um pouco mais difícil de matar devido à Onda assombrosa.
  • Os Vikings Perdidos: Vamos tomar um momento para discutir sobre como lidar com esses pequenos bastardos. O erro que muitos adversários cometem é deixar os Vikings separados sem se preocupar com as consequências. Este erro permite que a equipe que estiver com os Vikings acumule experiência rapidamente de modo que a mesma ganhe vantagens significativas para evoluir e assim conquistar a vitória. A chave é não os deixar sozinhos nas lanes nunca. Eles não são capazes de enfrentar os heróis sozinhos, por isso a grande dificuldade (preste atenção em como relativamente é raro encontra-los em partidas do competitivo). Nunca ataque os lacaios do inimigo (assim, não empurrando a lane) quando um Viking está presente; e ataque ativamente, assediando e expulsando para fora o Viking. Heróis com bom dano e burst como Nova e Zeratul são particularmente bons em counterar os vikings, fazendo assim a separação deles pelas lanes extremamente difícil.

Na próxima parte do artigo, discutiremos um pouco do Gameplay na liga heroica.

 

Compartilhe este post!
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Tumblr0Email this to someonePin on Pinterest0