X

E a polêmica foi levantada. Essa semana o site da ESPN trouxe a tona um assunto que vem se tornando mais comum que o esperado ao redor do mundo: recusa de vistos a jogadores de eSport. Nos últimos anos a Riot conseguiu alguns feitos positivos para o cenário mundial de eSport ao conseguir com que os jogadores fossem inclusos no pedido de visto de atletas.

Mas parece que a fase ruim chegou para esse pessoal, recentemente diversas equipes com jogadores de diversos países tiveram problemas para conseguir vistos tanto nos Estados Unidos quanto na Europa. Nesse último, os casos recentes de problemas com imigração na região são os causadores de problemas para as equipes.

Depois de investigações nos casos de recusa, a Riot descobriu que os jogadores não estavam ligados diretamente às equipes (com contratos, similar ao nosso conhecido CLT – carteira assinada). Para proteger os jogadores e garantir a realização dos torneios a empresa vai passar a exigir que as equipes fixem contratos de trabalho com seus jogadores — como regra de inscrição e garantia de participação em seu torneio oficial.

Por aqui no Brasil tivemos ano passado um caso bem similar, a equipe Brave foi a finalista da Copa América de Heroes of the Storm, mas infelizmente não conseguiram visto para que jogassem as partidas na final mundial em Las Vegas, a vaga acabou passando para CNB, mas não foi possível requisitar o visto devido ao curto tempo disponível. A equipe escolhida para representar a região foi a Furious Gaming, que acabou enviando reservas porque muitos jogadores não tinham passaporte.

Nesse ano de 2016 a Blizzard ampliou o cenário competitivo de Heroes, dividiu a região da América Latina em duas regiões e terá uma premiação geral, maior que a do ano anterior. Ainda não sabemos como está sendo tratada a questão dos vistos. Com os problemas internacionais relativos a imigrantes na Europa e região, pode ser que tenham ainda mais problemas para aprovação. Resta às equipes buscarem ajuda e a Blizzard apoiar os times quando necessário.

Compartilhe este post!
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Tumblr0Email this to someonePin on Pinterest0